16 01

Porto Musical 2020 acontece de 13 a 15 de fevereiro

Consolidado no cenário nacional e internacional da música, o Porto Musical trafega desde 2005 fora da curva dos eventos do gênero no Brasil. Bienal, chega à nona edição nos dias 13, 14 e 15 de fevereiro de 2020, atraindo um público interessado em criação de redes, contatos, trocas de conhecimentos e geração de negócios. A programação ocorre em plena semana pré-carnavalesca, em espaços culturais do Bairro do Recife e na rua, onde fervem agremiações e milhares de pessoas, que saem de casa ou chegam à cidade para prestigiar e brincar nas manifestações culturais e populares que fazem de Pernambuco um dos estados brasileiros mais festivos do período. Essa experiência, que mistura clima de trabalho e folia, é uma característica exclusiva do Porto Musical, que oferece aos inscritos temas atuais e provocativos para o mercado da música em seminários, conferências e oficinas, trazendo ainda uma programação aberta ao público com 18 showcases e uma série de discussões sobre o mercado local nas Sessões Bolo de Rolo.
A programação 2020 se dividirá entre a Praça do Arsenal, onde acontecem as apresentações musicais noturnas, e na frente do Paço do Frevo, com os daycases (showcases diurnos). O Paço do Frevo, um dos mais importantes centros culturais do Estado, por preservar e fomentar o ritmo genuinamente pernambucano, abriga também a série de encontros com profissionais e temas locais, as chamadas Sessões Bolo de Rolo. As outras atividades serão realizadas no Apolo 235, Portomídia e Cais do Sertão (Módulo II).
Com 90% de sua equipe formada por profissionais do gênero feminino, optou-se também que a curadoria dos showcases tivesse a batuta de mulheres programadoras de festivais do Norte e Nordeste do Brasil: Carol Morena é criadora do Festival Radioca, da Bahia, e atuou como coordenadora geral do Festival Mundo, na Paraíba; Luciana Simões é idealizadora do Festival BR135, que acontece em São Luís do Maranhão; Renée Chalu, sócia do festival paraense Se Rasgum e Festival Sonido - Música Instrumental e Experimental; fechando o time com Melina Hickson, diretora do Porto Musical e empresária dos artistas Siba, Sofia Freire, Anderson Miguel e Tássia Reis.
O Porto Musical espera uma média de 8 mil pessoas em cada noite de showcases do Porto Musical. Na quinta-feira (13), estarão no palco Vox Sambou (Haiti/Canadá), China (PE), UNA (PE), Ave Sangria (PE), Devotos (PE). Na sexta-feira (14), tocam The Raulis (PE), Aíla (PA), Frente cumbiero (Colômbia), Coco de Toré Pandeiro de Mestre (PE) e Siba (PE). O sábado, último dia do Porto, a noite mostra a diversidade da música brasileira com Maria Beraldo (SP), Filipe Catto (RS), Enme (MA), Luísa e os Alquimistas (RN) e Jéssica Caitano (PE). Em cada dia de evento haverá um daycase, sempre às 13h30. São eles: Arrete (PE), dia 13; A Hora do Frevo (PE), dia 14; e Guitarrada das Manas (PA), no dia 15.
Cais do Sertão – Este ano, o Porto está de casa nova para os seminários, conferências e pitchings. O espaço conta com infra-estrutura de ponta e atende os profissionais presentes e público inscrito com conforto e acessibilidade. Os seminários desta edição trazem temos como gestão de carreiras artísticas, trazendo uma turma da pesada: os quatro sócios da Let´s Gig, agência que trabalha com artistas como Luedji Luna e Liniker e os Caramelows. Estratégias para lançamento digital também estão na pauta, em três horas de conversa com Marina Amano, fundadora da Listo Music. Os direitos autorais, com foco nas plataformas digitais também estarão em voga, com Márcia Xavier, administradora do repertório de titulares da UBC (União Brasileira de Compositores) no Norte e Nordeste.
As conferências são consideradas dentro do Porto Musical momentos de reflexões e provocações sobre assuntos que rondam o mundo contemporâneo da música. “´São seis conferências criadas para sacudir cada um de nós que vivemos de música”, coloca Melina, que ao lado da produtora Pérola Braz montou painéis encontros com respeitados profissionais que trarão debates que mais questionam do que explicam: Existe música fora da bolha? É possível reagir ao algorítimo e ser visível? ; Política de Cancelamento na internet: justiça ou opressão?; O artista negro está em pé de igualdade com o artista branco?; Bregafunk: como uma música à margem do mercado, das políticas públicas e criminalizada consegue um público tão numeroso e diverso?; Por onde anda a crítica musical brasileira?; A música política: Pisando em Praça de Guerra.
Entre as oficinas, André Abujamra aporta no Recife para a oficina Destribificação Abujamrica, onde atiça: inspiração cai do céu? , explorando o desenvolvimento das criações. Matheus Alves e Tomaz Alves Souza ministram a oficina “Música pra cinema: duas abordagens”. A dupla foi vencedora do prêmio de melhor trilha sonora original por Bacurau no 41º Festival de Havana. Além disso, a Oi Futuro e o British Council, através do programa ASAs, apresentam a masterclass “Você como uma marca”, parte do programa Asas, uma experiência para transformar seu produto ou artistas numa marca. No mesmo momento, o Porto Musical promove um encontro especial com produtores e instituições canadenses.
Bolo de Rolo – Iniciada na última edição, a sessão é aberta ao público com atividades gratuitas pelas manhãs e tardes, no Paço do Frevo. Cultura popular e sua inclusão em palcos, a economia do frevo, acessibilidades e suas formas de integração no mercado, iniciativas do Sertão do Pajeú, pesquisas sobre estética e políticas públicas serão alguns tópicos debatidos. Ainda a mesa “Da lama ao caos – da gréia ao sucesso internacional”: Lorena Calabria, Paulo André Pires, Renato L, DJ Dolores e Alexandre Dengue discutem as estratégias que ajudaram no lançamento do clássico álbum de Chico Science e Nação Zumbi.
Arena Sebrae de Pitchings – Com apoio do Sebrae, o Porto abre mais espaço para novos artistas apresentarem seus trabalhos para programadores de festivais nacionais e internacionais. Serão mais de 50 pitchings de cinco minutos para cada artista. Neste tempo, terão a chance de exibirem, em formato livre, sua melhor performance. Os pitchings serão expostos diariamente, das 10h30 às 12h30, na Sala São Francisco do Cais do Sertão.
O Porto Musical é realizado pela Fina Produção, com patrocínio da Prefeitura do Recife, apoio do Sebrae e incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura – Funcultura.